quarta-feira, 18 de julho de 2012

[Brasileirão] Vasco 1 x 0 São Paulo

 

Dizem que é muito fácil criticar na derrotas, e elogiar nas vitórias.

Hoje o Vasco teve diversos pontos para serem elogiados, como a postura ofensiva desde o décimo minuto de jogo, a grande partida dos laterais, a ótima estreia de Wendel, e a boa marcação dos volantes para cima do ataque São Paulino. O que foi facilitado pela insistência deles no ataque pelo meio.

Verdade seja dita; o São Paulo até começou melhor, pela obrigação de atacar jogando em casa. Acertou até bola na trave em um lance que contou com o desvio de Fágner. Mas o Vasco logo depois também poderia ter marcado com Diego Souza que chutou para fora na cara do gol após bom passe de Barbio. Depois disso só deu Vasco.

O gol, por incrível que pareça só veio aos 3 minutos do SEGUNDO tempo, em um jogo que o Vasco parecia estar jogando em São Januário, tamanha era sua tranquilidade e superioridade.

E, para variar, recuamos.

Ok, é normal que um time que acaba de fazer um gol recue nos primeiros minutos. Até porque, é exatamente o momento aonde a equipe que levou o gol pressiona mais. Só que isso deveria durar 5,10 minutos no máximo!

Aos 12, Rodrigo Caio pôs a mão na bola e foi expulso. Era a deixa para o Vasco crescer novamente e pressionar o fraco São Paulo em seu campo de defesa até sair o segundo.

Não foi isso que aconteceu. Embora o segundo gol passasse perto em:

Um chute de Juninho…

em um toque de Diego Souza para Alecsandro na cara do gol, mas que a zaga cortou providencialmente…

em um toque de calcanhar de Alecsandro para Diego Rosa (que entrou no lugar de Diego Souza numa tentativa que equilibrar o jogo para o São Paulo)chutar na zaga…

em um belo passe de Juninho que Willian Matheus bateu de trivela para fora….

em um desvio de Alecsandro no cantinho para grande defesa de Dênis…

… e no principal contra-ataque do Vasco com Carlos Alberto, que driblou dois marcadores e fez tudo sozinho até o chute no gol. ( que o bom goleiro Dênis defendeu com o pé numa cagada fenomenal)

Ou seja; o Vasco era muito superior ao São Paulo, apesar de deixar o adversário ter a bola nos pés em demasia. Só que essa diferença não se refletia no perigosíssimo placar de 1-0.

Perigosíssimo porque, desculpem dizer o óbvio, um gol era o suficiente para o São Paulo, que não jogou NADA, empatar o jogo com um Vasco muitíssimo superior. O que quase, quase aconteceu aos 28, quando Luís Fabiano recebeu de Jádson dentro da área e inventou uma puxada a lá Romário para bater de direita por cima de Fernando Prass. A bola caprichosamente passou perto da trave e saiu.

Isso, meus amigos, seria a gota d`agua para agredir o São Paulo….

… mas não foi isso que o Vasco fez. Ao contrário, deixava um fraco São Paulo ter a bola nos pés e na base do coração apertar o time superior. Ainda por cima cedemos pelo menos três faltas desnecessárias que permitiram o tricolor paulista colocar a bola em nossa área. São nessas jogadas despretensiosas que se perdem os resultados.

Mas isso não aconteceu. O jogo foi até os 48 com o São Paulo com a bola, mas sem criar chances claras. O Vasco por sua vez se defendia com bastante firmeza e até criou pelo menos duas chances claras de gol, mas, ficou aquele gostinho de que dava pra fazer ainda melhor.Não porque jogamos mal, longe disso. Mas tamanha foi a superioridade, que 1-0 “ foi pouco. muito pouco;nosso time é muito melhor que essa MERDA aí!” para citar o Edmundo.

De bom na partida? Muitas coisas:

  1. Boa estreia de Wendel.
  2. Partidaça de Juninho em seu tricentésimo-quinquagésimo jogo. ( escrevi em extenso só para vocês verem que não sou burro)
  3. Willian Barbio. Não, não estou louco! Não dá para dizer que fez um grande jogo; Chutou UMA bola para gol, e mesmo assim explodiu na zaga. Mas pelo menos acertou bons passes, inclusive o do gol. Dessa vez ganha um crédito por isso, mas não se enganem; tropeçou sozinho, entregou bolas fáceis…aquele Willian Barbio que conhecemos.
  4. Três pontos fora de casa, contra um adversário que normalmente é muito mais perigoso.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0X1 VASCO

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data e hora: 18/7/2012, às 21h50
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) e Rafael Da Silva Alves (RS)
GOLS: Fagner, 3'/2°T (0-1)
Cartões amarelos: Rodrigo Caio e Rhodolfo (São Paulo)
Cartões vermelhos: Rodrigo Caio, 12'/2°T (São Paulo)
Renda e público: R$ 306.364,00 / 10.247
SÃO PAULO: Denis, Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Rodrigo Caio, João Schimidt (João Filipe, intervalo), Cícero (Ademilson, 12'/2°T) e Jadson; Osvaldo (Rafinha, 28'/1°T) e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco
VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Douglas e Thiago Feltri; Nilton, Wendel (Carlos Alberto, 21'/2°T), Juninho e Diego Souza (Diego Rosa, 37'/2°T); Wiliam Barbio e Alecsandro. Técnico: Cristovão Borges

A palavra do convidado: Léo

SÃO PAULO 0 X 1 VASCO

Uma atuação de gala. O Vasco hoje foi perfeito. Não se intimidou frente ao Gigante São Paulo no campo deste. Pelo contrário, poderia ter aplicado uma sonora goleada, tal foi o bombardeio, principalmente do Juninho Pernambucano. Sorte, muita sorte do goleiro São-Paulino.

Aliás, nossa noite hoje foi quase perfeita. Mais 03 pontos para nossa contabilidade. Já o time da gávea, para ganhar, o juiz teria de inventar pelo menos 04 penalidades no Engenhão. Do outro lado porém, estava o Timão. Disse que a noite foi quase perfeita, pois o Galo manteve o bom momento, vencendo o Inter em casa.

Depois de uma atuação tenebrosa em casa diante do Atlético Goianiense, ficou a expectativa de como o Vasco se comportaria em campo hoje. Mais uma vez, o time mostrou que joga melhor longe de São Januário.

O Vasco começou pressionando o jogo e poderia sair na frente já no primeiro tempo, principalmente com Juninho Pernambucano que carimbou a trave numa pedrada sensacional e em seguida quase pega o goleiro por cobertura. O São Paulo deu muita sorte, pois para ser perfeito no primeiro tempo, só faltou o gol.

O segundo tempo começou como o primeiro e o premio veio logo no inicio com uma belíssima jogada do Barbio, que serviu Fagner que fuzilou o goleirinho paulista. E olha que o Fagner era dúvida para o jogo de hoje.

O domínio vascaíno era latente, e para piorar, o time paulista teve um jogador expulso logo em seguida. Com isso, o São Paulo partiu com tudo, mas esbarrou na ótima defesa vascaína. A bem da verdade, somente em 02 oportunidades o São Paulo assustou, com Luis Fabiano, numa bola jogada para fora e numa defesa de Prass, após cobrança de falta.

O Vasco, como dito acima, poderia aplicar uma goleada. Foram muitas, mas muitas chances de gol, com Juninho, Wilian Matheus, Carlos Alberto e Alecsandro.

Mantivemos a segunda colocação e de cara ganhamos um animo a mais para enfrentarmos o Santos sem Neymar no próximo sábado. Mais 03 pontinhos por ai? ? ?.

O Fagner voltou bem. Ótima atuação e estreia do Wendel. O Douglas arrebentou. O Dedé finalmente parece ter readquirido sua forma. Amigos, parece-me que o Gigante está despertando.

Destaque também para a atuação perfeita da arbitragem, tanto o juiz como os bandeirinhas, que marcaram TODOS os impedimentos do ataque paulista.

Um grande abraço a todos.

18 comentários:

Gabriel Gago disse...

Eu quero deixar claro duas coisas sobre a "coluna" do Léo:

Em primeiro lugar, ele não deixou de comparecer na última partida, como vocês devem ter notado.

Foi o jumento aqui que não viu o e-mail dele.

E em segundo lugar, que eu não altero UMA palavra do que ele escreve.
Pode acontecer de eu dizer uma coisa e o Léo disser outra completamente diferente.
O futebol é interessante por isso, duas pessoas podem assistir o mesmo jogo e notarem duas partidas diferentes.
Hoje, ele ficou completamente satisfeito com o Vasco.
Eu fiquei parcialmente satisfeito; contente com a boa partida, mas chateado pelo placar magro, que o Vasco poderia ter dilatado se agredisse mais o São Paulo, principalmente quando teve um homem a mais em campo.

Só aqui no "Palavra" vocês tem essa imparcialidade. EU não interfiro em absolutamente nada no trabalho dele, nem ele no meu.

Quanto ao resto, concordo completamente sobre o que ele disse sobre o Douglas, e sobre a atuação da arbitragem.

Um abraço!

josef silva disse...

willian barbio jogou muito bem achou que merece mais chase de jogar

josef silva disse...

tem que tirar o douglas e botar o fabricio para testar o mlk mais rapido possivel

Digo disse...

Acho que nosso problema é São Januário. valeu vascão!

Liso disse...

Massacramos, o reizinho jogou muito! Nosso time com o Fagner é outra coisa. O sufoco do final quase me mata novamente,rsrsrsrsr

Zé Julio disse...

Bela estréia do Wendel, gostei. Foi uma noite do Juninho.

E a cabeçada do Barbio, meu Deus!!!!!!

Manfredi disse...

Continuamos desperdiçando chances incríveis de gols. Precisamos treinar mais essas finalizações. Vou acabar concordando com o Digo sobre São Januário. 3 pontos e que venha o Santos.

Carla Lia disse...

Conseguimos mais 3 pontos fora de casa, muito bom. Também achei muito boa a estréia do Wendel e Douglas se impondo na zaga!


abraços

Paulo da Cancela disse...

Acho que as críticas em cima do Barbio funcionaram, ontem ele até jogou bem e teve um belo desempenho. Foi a crítica construtiva. Estamos de olho Barbio!

Lair Dias disse...

Na noite dos 350 jogos do Reizinho, ele dominou. parabéns e obrigado Juninho.

Telmo disse...

Ontem colocamos o goleiro do São Paulo pra trabalhar, perdemos boas chances e aumentamos as nossas finalizações, agora é treinar e treinar!

kiko disse...

Agora FU! Pai de Diego Souza confirma saída do jogador do Vasco.

Fonte: UOL Esporte e Supervasco

Saravasco

kiko disse...

E a F.. continua: Saída de Fagner estaria por pequenos detalhes.

Fonte: Lancenet e Supervasco

Saravasco

Liso disse...

O time desmanchando, e vão acabar criticando o Cristóvão. Tá bom mesmo.

Zé Julio disse...

Só pode ser sacanagem vender o melhor lateral do Brasil.......

Liso disse...

Pois é amigos, e essa notícia toda justamente no dia do amigo! papelão da diretoria! To puto! Amanhã vaias nessa administração.

Léo disse...

Muito bem Gabriel.

Voce expressou a mais puara verdade. Jamais mudou uma só palavra da minha opiniao, o que caracteriza a transparencia e democracia do Blog, que é um barato.

Deu para notar nas análises diferentes da última partida.

Gostei do Vasco por 02 motivos principais. 1. A partida anterior diante do lanterna foi horrível, apesar da vitória magra. Causou preocupação em todos nós e ficou aquela dúvida de como seria a próxima partida.
2.Mesmo com um São Paulo desfalcado, é muito difícil uma vitória na casa deles. É verdade, como voce disse, que o 1 x 0 sempre traz preocupaçao e não foi diferente na quarta-feira. Mas, se a gente analisar com mais calma, chegaremos a conclusao de que até quando o time recuou, atuou muito bem, pois mostrou consistencia, tranquilidade e nossa defesa pouco errou.

Para encerrar, quero agradecer a voce e a todos os amigos fiéis e frequentadores do Blog. Aprendi muito até aqui. Tem sido agradável este convivio e bate-papo on-line.
Abraços.

Ps. Diego Souza e Fagner negociados? ? ? Causa arrepios.

Liso disse...

Léo - Vc e Gabriel fazem uma dupla perfeita. Pura verdade!

Quero matar o Dinamite!