segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Vasco x Cruzeiro,16ª rodada

“Palma palma, não priemos cânico”

É com a célebre frase do personagem de Roberto Bolaños que começo o post de hoje.

Se não foi bom, poderia ter sido ruim. O terceiro empate seguido infelizmente foi aonde não podemos perder pontos, em casa, mas contra um adversário de peso que outrora daríamos como certa a derrota.

E como o futebol é engraçado, se hoje não ganhamos a três rodadas, vencendo o Ceará no Castelão, ( que iremos)aí passam a ser 11 jogos sem perder.

Mas a verdade é que o Vasco jogou mal, foi pressionado em casa e não achou o caminho do gol mineiro.

A descrição do jogo será do LANCE! mas antes, quero fazer algumas considerações:

  1. Fernando não teve culpa no gol, qualquer um que já jogou bola sabe que não tinha para onde tirar a perna num lance tão rápido, e mesmo se levantasse, poderia estar dando o gol para quem estivesse atrás, mas isso não o absolve de uma das suas piores partidas no Vasco: lento, mal-colocado e ainda perdeu um gol feito.
  2. Boas atuações: Prass ( novidade) e Zé Roberto. (apesar de ter perdido um gol um minuto antes daquele petardo de fora da área)
  3. Más atuações: Todo o resto, especialmente Fernando, Irrazábal, ( que me queimou a língua, canalha)Nílton, e Éder Luís. ( que correu pra chuchu, mas nenhuma produção e só chutou uma bola BISONHAMENTE para lateral, teve a bola do jogo nos pés)
  4. Felipe e Nílton desfalcam o time contra o Ceará. O primeiro por contusão que ainda não se sabe o tempo de retorno, e o segundo por suspensão hidramática.Agora veremos nosso banco.
    1. No lugar de Nílton, temos Allan, Fellype Bastos e Jumar no banco, mas também a volta de Rômulo.
    2. No lugar de Felipe, aposto que entra Jonathan e ALGUÉM será deslocado para o meio, ou Zé ou C.A.

 

O JOGO:

Correria e gols no fim

O primeiro tempo foi marcado pela grande movimentação e equilíbrio entre as equipes. Apesar de jogar fora de casa, o Cruzeiro começou melhor, tendo como principais armas a velocidade de Montillo e as finalizações de Wellington Paulista, que obrigaram o goleiro Fernando Prass a fazer boas defesas.

Já o Vasco pressionava o adversário, mas não era efetivo nas saídas de bola e apostava nos contra-ataques. E foi em um lance assim que a equipe cruzmaltina quase abriu o placar, quando aos nove minutos Éder Luís chutou sem força, nas mão de Fábio. O goleiro celeste, que já defendeu o time de São Januário, era vaiado cada vez que tocava na bola.

O Esquadrão Classe A (Carlos Alberto, Felipe, Zé Roberto e Éder Luís) foi desmontado ainda no primeiro tempo. Aos 34 minutos, Felipe sentiu uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda e deixou o jogo. Em seu lugar, entrou o meia Allan. A torcida do Vasco não demorou para levar outro susto. Dois minutos depois, Wellington Paulista cabeceou sozinho e assustou o goleiro Fernando Prass.

 

Apesar de a boas chances para ambos os lados, as torcidas só viram gols no fim da etapa inicial. Aos 44 minutos, Zé Roberto, que havia perdido um gol incrível minutos antes, redimiu-se ao acertar um belo chute de fora da área para abrir o placar. Mas a vantagem vascaína não durou muito. Apenas quatro minutos depois, Thiago Ribeiro cruzou pelo lado direito e a bola desviou no zagueiro Fernando: 1 a 1.

GALERIA: Veja as imagens do empate em São Januário

Mudança de lado, mas dentro de campo...

Veio o segundo tempo e o panorama da partida não mudou. O Cruzeiro continuava pressionando e tendo mais posse de bola, enquanto os comandados de Paulo César Gusmão tentavam sair nos contra-ataques em velocidade.

Na tentativa de modificar o jogo, os dois treinadores fizeram as substituições. E quase que Cuca acerta. Aos 31 minutos, o treinador colocou Wallysson no lugar de Thiago Ribeiro. Seis minutos depois, o jogador entrou sozinho na área e bateu por cobertura na saída de Prass. A bola ainda tocou no travessão antes de ir para fora.

A partir desse momento, o Cruzeiro passou a mandar no jogo e a deixar os torcedores presentes em São Januário apreensivos. Roendo as unhas, os que esperaram o apito final viram o empate permanecer no placar.

Com o resultado, o Vasco chega a 23 pontos e o Cruzeiro aos 24.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 1 CRUZEIRO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/8/2010 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP - Fifa) e Vicente Romano Neto (SP)

Renda/público: R$ 309.020,00 / 13.691
Cartões amarelos: Fagner, Nilton (VAS); Wellington Paulista, Gil, Fabrício, Henrique (CRU)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Zé Roberto, 5'/1ºT (1-0); Thiago Ribeiro, a/1ºT (1-1)

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Fernando e Irrazábal (Carlinhos - Intervalo); Rafael Carioca, Nilton, Felipe (Allan - 34'/1ºT) e Carlos Alberto; Zé Roberto (Jonathan - 31'/2ºT) e Éder Luís. Técnico: Paulo César Gusmão

CRUZEIRO: Fábio; Claudio Caçapa, Gil e Edcarlos; Rômulo, Henrique, Fabrício, Montillo (Roger - 31'/2ºT) e Diego Renan; Thiago Riberito (Wallysson - 31'/2ºT)e Wellington Paulista. Técnico: Cuca

Fontes: Youtube (vídeo), LANCE! (texto)

Com este resultado, a classificação do campeonato é esta:

tabela

Próximo compromisso:

1

 

Saudações…/+/…

20 comentários:

Digo disse...

Acabou sendo um bom resultado. Não voltamos do vestiário no segundo tempo.

Prass salvou o pontinho.

abs

Carla Lia disse...

Está virando rotina, mais um jogo que torço para acabar logo, que pressão.

Me assusta jogarmos na retranca dentro da nossa própria casa. Já estou vendo o que acontecerá lá em Fortaleza, iremos atrás da tal invencibilidade: se empatar é lucro para o PC.

Abraços e boa semana a todos.

Zé Julio disse...

Sufoco dentro de casa é uma parada dura de engolir.

Continuamos com o velho problema da lateral esquerda. Notícias do Ramon?

Craque é Craque: Zé Roberto perde um gol incrível e 1 minuto depois mete aquele golaço.


Uma semana de treinos, vamos lá Vascão!

Saudações

Paulo da Cancela disse...

Só não perdemos o jogo graças ao Prass e a péssima pontaria dos mineiros.

Acho que o PC deveria ter colocado o Jonathan e não o Alan quando da saída do Felipe.

Muito treino, temos que evitar os chutões e melhorar muito a qualidade dos nossos passes. Precisamos de mais posse de bola.

Saudações

Gabriel disse...

Zé, a previsão de volta do Ramon é de 15 dias.
Lí em algum lugar hoje, mas estou com preguiça de procurar a fonte ok?

EU chutei que o Elder Granja ou Irrazábal fariam um trabalho melhor que Felipe e Carlinhos, porém depois da atuação de Irrazábal ontem, parece que ele me queimou a língua.
Provavelmente PC irá mantê-lo no Ceará, mais por falta de opção que outra coisa.
O que me intriga, já que na sua chegada aqui, ele tentou implantar um 3-5-2 na Copa hora e depois nunca mais. Já que não temos lateral esquerda, um esquema com 3 zagueiros ia ser a melhor solução, desde que assimilassem a mudança, coisa que não correu muito bem na copa hora, embora Fernando visivelmente jogue melhor neste esquema.

Liso disse...

Só viver de empates não dá título não seu PC, vamos partir pra dentro dos cearenses.

Será que a contusão do Felipe foi por falta de salário?

Gabriel disse...

pelo que andei escutando, não duvido não.

Manfredi disse...

Acho que já estou me conformando apenas com a vaga na Sulamericana. Gago e Elton já fazem falta. Carlinhos estava cerdidinho!

Hehehe suspensão hidramática, levem ele lá para a oficina do Manél(o portuga amigo do Zé)

Se pagarem os salários atrasados, o Felipe fica bom logo logo.

Sds

Lenon disse...

Tomamos aquele sufoco, porque não incomodamos nada o Cruzeiro, aí fica fácil. Dávamos um chutão pra frente e lá vinham eles.

E o Nunes, ainda bichado? Seria uma alternativa ao lado do Zé Roberto.

Abraços

Gabriel disse...

Nunes ESTAVA bixado, mas semana passada foi devolvido pelo DM, pois já estava enchendo o saco lá. naturalmente deve estar sem ritmo

Léo disse...

Gabriel:

Jumar NÃO, por favor PC.

Na verdade fico me perguntando onde está aquele Vasco que jogou contra o Unimed?

O Cruzeiro é uma boa equipe, assim como o São Paulo, mas, nas 02 partidas, o Vasco praticamente não jogou. Às vezes é melhor perder mostrando raça, vontade, do que empatar e irritar a torcida, pior ainda é quando fica aquela sensação de que a coisa pode piorar (ufa, quero queimar minha lingua).

Gabriel, admiro seu trabalho, seu otimismo, dando como quase certa a vitória diante do Ceará. Vamos precisar, pois na folga do meio de semana, possivelmente perderemos algumas posições na tabela.

No frigir dos ovos, quero logo estes 45 ou 48 pontos que nos mantenham em 2011. Por enquanto, como só ganhamos 01 partida fora (ridículo), e, no segundo turno ainda teremos pelo menos uns 08 jogos fora (estou chutando sem olhar a tabela), e com apenas 23 pontos, precisaremos ganhar quase todas em casa (meu Deus).

Abraços e boa semana a todos.

Gabriel disse...

Léo, primeiramente obrigado pelas palavras.
"Segundamente": teremos 9 partidas fora de casa : Ceará,Palmeiras,Inter,guarani,Patético-PR,Patético-GO,Vitória,Cruzeiro e Corinthians.
Dos futuros jogos, temos 3 clássicos, campo neutro, mas como mandante em 2 deles: bota e urubu.

Disputaremos 63 pontos, precisando de 25 para garantir 2011, ou seja, um aproveitamento de 40% (arredondei para baixo) .

Vasconcellos disse...

Léo, Gabriel e amigos - Infelizmente eu estou com a sensação de que a coisa vai piorar, não estou vendo mais raça em campo, salários ( até o CA está pedindo que pague logo aos funcionários), banco deficiente etc etc.

Se não vencermos o Ceará, o caldo pode entornar!

abs

Lair Dias disse...

Preocupação de nós todos, mais do que justa. Nosso banco será um dos nossos maiores adversários no 2o turno. Leo Gago e Elton já estão fazendo muita falta. A questão salarial também irá nos prejudicar bastante. Rumores fortes, apontam que a contusão do Felipe foi por falta de grana. A imprensa adversária não irá nos deixar em PAZ!

Saudações

Fabinho disse...

Me assusta também, quando Dedé é o mais ovacionado como o herói da partida (nada contra ele).

André Brasil disse...

Eu tenho uma visão diferente

Estar com o salário atrasado deve ser foda mesmo... mas isso não justifica fazer corpo mole, pois o mais afetado será o próprio jogador.

Eu tenho visto isso desde o jogo contra o São Paulo, falta empenho, justamente no momento mais necessário, nessa sequencia difícil de jogos.
Mas o filme que fica queimado é do atleta.
Amanhã esse cara poderá precisar ir pra outro clube e a imagem que vai ficar é dele fazendo migué, ninguém vai querer, porque salário, atrasa em qualquer lugar.
Até aqui na birosca do meu pai atrasa as vezes, mas se o nosso cozinheiro resolver amanhã ou depois fazer 10 PFs ( prato feito pra quem não sabe) ao invés de 50, como que eu vou ter dinheiro pra pagar ele??

Não é POSSÍVEL que um cara que ganhe 200 mil não possa ficar com dois salários atrasados!

Gabriel disse...

André...
quanto maior a renda de uma pessoa, maior a despesa dela!

E o juros que esses caras tão pagando ao banco por mês, vai na conta de quem?

Ruy disse...

O André não deixa de ter razão, no meu ponto de vista o que mais influencia é o atraso dos funcionários e dos jogadores com salários mais baixos, que acaba por contagiar todo o grupo, é aquele papo de "a empresa está mal". Por outro lado, a mídia que joga contra nós, não faz distinção entre os maiores nem menores salários, só divulga o tempo todo que o problema do atraso está´afetando o time e, isso acaba indo para dentro do campo. Nesses últimos jogos, que jogamos sem raça nenhuma foi prato cheio para eles. Inclusive li no Globo, que no jogo contra a Unimed todos haviam recebido um mês de salário e o que se viu em campo!? Raça e empenho. Minha conclusão é que independente do valor do salário de cada um, essa situação "escrota" influencia sim, não por "corpo mole" mais sim na motivação.

Pior, é que parece que essa situação está longe de um final feliz.

abs

Léo disse...

É Amigos:

Ainda faltam muitos jogos para o fim do campeonato. Na verdade, estamos um pouco assustados, pois, já vimos esse filme num passado recente, aliás, o vimos várias vezes.

Quem sou eu para discutir ou apontar quem está errado nesta questão de salários atrasados. Mas, independente do valor que o cara ganha, é fundamental que ele receba, pelo menos dentro do mês do vencimento. Se pintar uma crise, ela virá do roupeiro ao diretor remunerado, do zelador ao jogador com o salário maior. É bom lembrar que, se o cara ganha 1 milhão, obviamente ele tem um padrão de vida, onde, via de regra, necessitará desta quantia para sobreviver...

Percebam que os comentários são muitos. Alguns, sem o menor fundamento, outros, talvez com um fundo de verdade. Creio eu, que nosso temor é um só, o Vasco ser o grande prejudicado. Por isso amigos, espero, sinceramente, que este valor da ELETROBRÁS (que dinheirinho difícil, hein!), seja liberado o mais rapidamente possível e que a aparente(?) tormenta, se transforme em bonanza.

Abraços.

Ps: Como é ruim não ter jogo do Vasco no meio de semana...

Lair Dias disse...

O nível de discussão desse blog é muito bom! Nossas opiniões são respeitadas e debatidas com educação e respeito a nossa paixão pelo Vasco da Gama. Parabéns a todos !

Saudações Cruzmaltinas

Ps - Leo, uma semana de jejum (sem o nosso time em campo) é uma eternidade!