segunda-feira, 16 de junho de 2008

Metas Vascaínas - Restando 32 partidas

Wagner Diniz começa a jogar bem de novo

Alô, Almirantes

Como sempre após as rodadas, vamos analisar como o Vasco se encaminha neste Campeonato Brasileiro nas Metas Vascaínas. Como disse no post anterior, o empate com o Náutico não foi um resultado ruim mas também não foi bom. Além do Vasco ter perdido várias chances de gol, hoje o time poderia estar com 10 pontos, na 5ª colocação atrás do próprio Náutico e na frente do Palmeiras. Chegaria em casa no domingo com moral para enfrentar o alviverde paulista no tão conhecido jogo dos seis pontos.

Além disso, o empate deixou a equipe com 8 pontos, junto com outras cinco equipes. E o pior: a apenas três pontos - ou uma vitória - do primeiro time da zona de rebaixamento (Coritiba, com 5).

No entanto, vamos as coisas boas: esses mesmos três pontos separam o Vasco do primeiro time na zona de classificação da Libertadores (Náutico, com 11). Além disso, a campanha do Vasco, nessa análise inicial, está longe de ser uma campanha de time rebaixado apesar de estar longe também de ser de uma de equipe campeã. Está mais para brigar por uma vaga na Libertadores. Pelo menos os líderes (Flamengo e Cruzeiro) perderam e podemos comemorar ao menos ter diminuído a distância para eles. Agora, são cinco pontos.

Como disse, vou repetir: para melhorar, o Vasco tem que começar a vencer fora de casa para as coisas melhorararem em todos os aspectos.

Confira quantos pontos faltam para o Vasco atingir suas metas:


(clique na imagem para ampliar)


Confira o que o Vasco precisa fazer em campo para chegar a seus objetivos:


(clique na imagem para ampliar)


...::: NAVEGADAS :::...

- O dia morto no noticiário vascaíno até nosso querido e amável presidente falar na Rádio Tupi sobre Pedrinho e Felipe. Sobre o Pedrinho, está em aberto. Sinceridade, se o Vasco oferecer duas caixas de leite, pão com mortadela e uma mochila nova, ele fecha. Ele está sem clube e querendo jogar.

- Sobre Felipe, era aquilo que já imaginava: está certo, só falta rescindir seu contrato com o clube do Catar. Ai que tá o problema porque esses sheiks são doidos. Podem liberar facilmente ou complicar para o resto da vida.

- Ah, isso é a palavra do presidente... Até quando ela é confiável, eu não sei.

É isso, fico por aqui.
SaraVasco a todos


12 comentários:

léo disse...

É isso aí Denis:

Até agora, perdemos uma partida boba para os reservas do Inter. Fomos garfados literalmente contra o Botafogo e o Cruzeiro e, no último jogo, apesar do péssimo campo do Santa Cruz (que isso gente, parecia mais um "chiqueiro), acho que bobeamos também contra o Náutico.

O problema maior Denis, é que depois, a tendência é de os jogos começarem a ficar mais difíceis, exatamente pelas metas a serem alcançadas por cada time. Eu tinha quase certeza de que jogos contra Náutico, Portuguesa, Ipatinga, Coritiba, Vitória, nós iríamos brilhar, ainda que fora de casa. Pelo jeito, não vai ser bem assim.

Bem, já que não ganhamos fora, vamos ao dever de casa. É arrebentar contra Palmeiras para não perder o ânimo quando mandar os jogos. Abraços.

Ps. Parece-me mais jogada política essa novela envolvendo Pedrinho/Felipe. É esperar...

Kiko disse...

Belo trabalho Dennis, parabéns!

Concordo com o Léo, também achava que teríamos melhor resultado contra o Náutico. Vamos aguardar os próximos fora de casa , só sei que não dá para ficar de ponto em ponto apenas.

Saudações e Saravasco

Carla Lia disse...

A boa da rodada foi à derrota do urubu. Asse ano estou mais confiante, já se observa alguma melhora, a possível chegada do Felipe etc. Só acho que precisamos logo melhorar a nossa performance nos jogos fora de casa. Dá moral quando voltamos pra casa com 3 pontinhos no cofre.

Boa Dennis !

Uma boa noite meus amigos, fiquem em PAZ!

Paulo da cancela disse...

É Dennis acho que nosso foco e atenção ficarão com os jogos fora de casa para ficarmos na faixa da libertadores, não podemos nos afastar da dianteira, pois a motivação começa a faltar. Gostei Carla da idéia do cofre, é isso mesmo poupar para sobrar lá na frente do campeonato.

Abraços amigos e uma boa noite

kiko disse...

Vamos a um plantão - Caso Morais

Geovani: 'Morais tem que agradecer a Deus porque estão cobrando dele'

O ex-apoiador Geovani, que em 1986 foi barrado no Vasco pelo técnico Antônio Lopes porque não gostava de participar da marcação, fala sobre a situação do apoiador Morais, que reclamou do esquema 3-5-2 e da obrigação de marcar.

"Se fosse outro, ninguém ia cobrar. O Morais está sendo cobrado como fui cobrado com o meu treinador, que é o treinador hoje. Se esse treinador está cobrando, é porque ele sabe se o jogador pode fazer. Morais tem que agradecer a Deus porque estão cobrando dele, porque se ele não pudesse fazer, não seria cobrado. Não é um conselho para o Morais, porque acho que não é isso que estou dando. Quando ele botar a cabeça no travesseiro e falar 'Estão me cobrando isso, isso e isso'. 'Sabe por que estão me cobrando? Porque posso fazer. E vou fazer'. Não tenho dúvida que ele vai fazer. Se ele fosse um jogador fraco, seria muito mais fácil. O treinador tirava do time, porque ele joga em um time grande. Mas não, ele é um jogador de qualidade. Em time grande é assim. Não rendeu, bota outro. Está se cobrando o que ele pode fazer. Ele sabe disso. Se não ele pudesse fazer, ninguém cobraria dele", disse ao repórter Rodrigo Campos, da Rádio Manchete.

"Eu pensava depois que eu achava que poderia jogar até na Seleção Brasileira. Isso o próprio Lopes botou na minha cabeça. 'Se você melhorar isso, isso e isso, chega à Seleção Brasileira'. Foi isso que botei na cabeça. 'Se ele está cobrando, é porque tenho condições'. Vamos cobrar do Morais, porque ele tem condições de fazer", completou o Pequeno Príncipe, que tinha 22 anos.

Fonte: VascoExpresso-NetVasco


abraços

Fabinho disse...

Dennis, Almirante e amigos.... se ficarmos apenas arrumando empates fora de casa, teremos que acender a tal luz vermelha.

Olha o São Paulo, já veio aqui no Maraca e arrumou 3 pontinhos em cima da urubuzada... até que foi ótimo.

abraços e saravasco

Zé Julio disse...

É marujos nessa competição não vale o ditado “De grão em grão a galinha enche o papo!!”. Se ficarmos nessa de 1 pontinho em jogos fora de casa, adeus libertadores.......

SaraVasco

Kiko disse...

Olá amigos... mais um plantão...Metas:

Vasco tem seqüência favorável para chegar no topo da tabela


Após as seis primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, até que o Vasco não fez feio até o momento.

A não ser as duas vitórias, ambas em casa, os dois empates e as duas derrotas aconteceram em situação adversa e com as atenções divididas com a Copa do Brasil. A partir do clássico com o Palmeiras, domingo, o Vasco entrará numa nova seqüência de jogos que poderá levá-lo para o topo da tabela.

Como sempre, São Januário será peça fundamental na ascensão almejada pelos vascaínos. Dos próximos seis jogos no Brasileiro, quatro serão na Colina: contra Palmeiras, Ipatinga, Sport e Goiás. Caso faça o dever de casa, marcará 12 pontos em 18 disputados.

Além disso, pelo menos um empate num dos dois jogos que disputará como visitante, contra Figueirense e Flamengo, será suficiente para que o Vasco chegue a 21 pontos, o que provavelmente o deixará na zona de classificação para a Libertadores do ano que vem.

Depois da confusão no Mineirão, com a polêmica arbitragem de Wilson Souza de Mendonça, e as dificuldades com o gramado do Arruda, os jogadores do Vasco voltam a jogar em casa com certo alívio. A força do time dentro de São Januário foi fundamental para o bom início no Brasileiro do ano passado. Este ano, a idéia é repetir a dose.

– O Vasco émuito forte dentro do seu estádio, com o apoio da torcida. Sempre foi assim. Temos de buscar a vitória de qualquer forma quando atuamos em São Januário – costuma dizer o técnico Antônio Lopes.

É bem verdade que para o Gigante da Colina estar entre os quatro primeiros do Brasileiro na 12arodada ele terá de torcer contra o desempenho dos que estão à sua frente. Desde o início da disputa no formato de pontos corridos, em três anos (2003, 2004 e 2007) o ultimo colocado da zona da Libertadores tinha 21 pontos ou menos após 12 partidas.

Em 2005 e 2006, a disputa nas primeiras colocações foi mais acirrada.

Nada que seja capaz de desanimar.

As chances do time este ano são grandes. Além disso, a presença do Vasco entre os quatro primeiros daqui a seis jogos seria um recorde pessoal. O presidente interino Eurico Miranda, que reclamou da série de cinco partidas do Flamengo no Maracanã, terá agora a chance de ver o Vasco pontuar em casa.

Fonte: Lance/netVasco
==


Rumo ao topo marujos....

SaraVasco

felipe disse...

Vamos Vascoooooooooooooooo!!!

agora é apoiar o time em São Janu, a 1ª missão é contra o Palmeiras.

to confiante, em casa o Vasco cresce!!


www.nba-etc-etal.com
www.ny-knicks-brasil.blogspot.com

Ruy disse...

É amigos, as tabelas do Dennis nos mostram a importância em acumularmos logo algumas vitórias fora da colina. É o tal do cofrinho , né Carla?

Sinceramente a minha torcida realista será para a Libertadores e, sei que será sofrida. É claro que já observo melhorias táticas..... vamos caminhando que acho que chegaremos lá!!! A hora é essa, pois nos próximos 6 jogos jogaremos 4 em casa.

Saravasco

Kiko disse...

Amigos,
Plantão importante-observação:
Equipe do Vasco foi a que menos finalizou até o momento no Brasileirão

A lógica diz que para se conseguir algo, deve-se primeiro tentar. Porem, o Vasco, nono colocado da tabela do Campeonato Brasileiro, com oito pontos, não fez muito nas seis rodadas iniciais da competição para subir na classificação: É a equipe que menos finalizou até o momento.

De acordo com os números do Footstats, os comandados do técnico Antonio Lopes ameaçou seus oponentes apenas em 58 oportunidades (pouco mais de nove vezes por duelo). O Vasco marcou sete gols na disputa - aproximadamente 1, 2 por jogo. O rival Flamengo, que lidera o Nacional justamente pelo critério de saldo de gols, balançou redes em 13 ocasiões, ou cerca de 2,2 vezes por confronto.

Deste total, 33 foram erradas e 25 corretas. Para "piorar", o melhor finalizador do time do Vasco neste Brasileiro é um reserva: o atacante Jean - cinco vezes e todas corretas (ele tem dois gols no Brasileiro, ambos contra o Grêmio, na quarta jornada do campeonato.

Os jogadores da equipe cruzmaltina que mais arriscaram contra a meta oponente foram aqueles que formam a dupla de ataque: Edmundo, dez arremates, e Leandro Amaral, nove. Os dois atletas acertaram em quatro oportunidades - Edmundo é o artilheiro do clube na competição, com três gols.

Maiores finalizadores do Brasileiro - Certas - Erradas - Total - Media por jogo

CRUZEIRO - 54 - 46 - 100 - 16,7
PALMEIRAS - 34 - 64 - 98 - 16,3
SÃO PAULO - 36 - 61 - 97 - 16,2
VASCO - 25 - 33 - 58 - 9,7

Fonte: Lancenet/Netvasco
==

Eu comentei isso , o que me deixa preocupado. Inclusive contra o Náutico com aquela chuva era para termos chutado muito de fora da área.

Abraços

Ruy disse...

Kiko é isso mesmo. Também já havia comentado esse fato como também destaquei o jogo contra o Náutico. Acho que só tivemos 2 chutes de fora da área. Nossas jogadas ficam por conta de bolas alçadas ou tentativas de tabela pelo miolo da área. Assim fica muito difícil, é muito pouco.

Saudações