domingo, 5 de outubro de 2008

Vasco 2 x 4 Figueirense - 28ª rodada - Campeonato Brasileiro

Alô, Almirantes...

Ontem, eu fiquei nervoso como há muito tempo eu não ficava. Antes da partida, eu estava tenso, a mesma tensão que senti na véspera de muitas finais do Vasco. Quando começou a partida, não consegui me sentar de tão nervoso que fiquei. Aqui na redação, fiquei o jogo sempre de pé, sempre olhando para a televisão. Eu sabia que esse jogo era decisivo para o Vasco, que a equipe precisava de uma vitória. No entanto, o time perdeu...

Não só perdeu, foi goleado em casa para o Figueirense, por 4 a 2. Isso porque o jogo estava 4 a 0 e nosso clube ainda marcou dois gols antes do fim da partida. Para mim, de nada adiantaram esses gols. A luz que eu via no fim do túnel se apagou. Hoje eu acordo e vejo que o Vasco está fadado ao insucesso, ao rebaixamento.

Desculpem a falta de esperança que eu demonstro mas há muito tempo eu não ficava tão decepcionado com um resultado do Vasco. O time jogava em casa, com a torcida apoiando a todo momento, São Januário lotado. O momento do adversário não era dos melhores: vinha de uma seqüência de jogos sem vencer. Assim como o Vasco, mas nossa equipe jogava em casa!!!

Depois da pressão inicial, o time tirou um pouco o pé. Daí, o Figueirense acertou um contra-ataque e gol. O Vasco tentou igualar ainda no primeiro tempo mas não conseguiu.

Veio o segundo tempo e nem deu tempo de esboçar uma reação: gol do Figueirense numa falha bisonha de marcação da defesa. O terceiro do Figueirense, pouco tempo depois, veio em uma falta do meio da rua. Tiago fez pouco caso, armou uma barreira só para constar e não acreditou no chute.

Nem precisava do terceiro gol para acreditar que estava tudo perdido. O quarto gol do Figueirense serviu apenas para consolidar a derrota. O Vasco ainda lutou, fez dois golzinhos antes do fim da partida, mas apenas para o vexame não ficar tão feio.

Mas não adianta: o vexame já está consolidade. O Vasco segue rumo à Série B. Jamais na minha vida pude imaginar que isso pudesse acontecer. Jamais mesmo. Sempre que o Vasco passou por situações como esta, a camisa falou mais alto, a tradição do clube também.

Mas hoje, os jogadores que representam nosso time não tem condições de vestir essa camisa. Para alguns, essa camisa não pesa porque os jogadores são tão pequenos que não entendem o que estão fazendo. Não entendem a tradição do clube. Vai chegar o fim do ano serão poucos que vão querer ficar. A maioria vai querer pegar suas coisas e se mandar para outro clube sem saber a tristeza que esses resultados nos trazem.

A situação é crítica e, ontem, acabaram as minhas esperanças. Resta a nós, pobres vascaínos, a tomar a frase de Leandro Amaral como base.


"Eu acredito ainda que dá para salvar. Quem não acreditar, tem que ir conversar com o Renato, pedir para sair para não atrapalhar. Tem muitos jogadores acreditando, basta querer (...). Posso até cair, mas vou cair de forma honrosa, dando o máximo aqui dentro de campo"


Esse é o mínimo de atitude que a gente espera.
SaraVasco a todos!



FICHA TÉCNICA (fonte: LANCENET!)


VASCO 2 X 4 FIGUEIRENSE

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 04/10/2008 - 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Junior (Fifa-MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Wenderson Mozzer (MG)
Renda/público: R$ 371.980,00 / 18.904 pagantes
Cartões amarelos: Victor, Eduardo Luiz, Baiano (VAS); Alex Cazumba, Leandro Carvalho, Marquinho (FIG)
Cartão vermelho: Madson, 19'/2ºT

Gols: Marquinhos, 19'/1ºT (0-1); Asprilla, 1'/2ºT (0-2); Marquinho, 7'/2ºT (0-3); Cleiton Xavier, 14'/2ºT (0-4); Leandro Amaral, 21'/2ºT (1-4); Edmundo, 43'/2ºT (2-4)

VASCO: Tiago, Baiano (Eduardo, 6'/2ºT), Eduardo Luiz, Fernando e Valmir (Pedrinho, 6'/2ºT); Victor, Madson e Alex Teixeira; Edmundo, Leandro Amaral e Alan Kardec. Técnico: Renato Gaúcho.

FIGUEIRENSE: Wilson, Alex (Bruno Aguiar, 33'/2ºT), Bruno Perrone, Asprilla; Diogo, Magal, Marquinho, Cleiton Xavier e Alex Cazumba (Leandro Carvalho, intervalo); Bruno Santos (Rodrigo Fabri, 23'/2ºT) e Tadeu. Técnico: Mário Sérgio.





(clique na imagem para ampliar)



CLASSIFICAÇÃO (fonte: Futebol na Rede)



(clique na imagem para ampliar)



18 comentários:

Paulo da Cancela disse...

Ainda estou sem forças para comentar a humilhação que passamos ontem em São Januário!

Amanhã talves eu ainda consiga protestar sem cometer injustiças, hoje queria esquecer que sou vascaíno! Como?

Começamos o jogo numa festa e terminamos num velório.

Saudações

Vasconcellos disse...

Administrar um clube do tamanho e importância do Vasco da Gama requer competência e não achismos. Onde anda a galera do MUV? O Roberto precisa assumir que fez pouco caso da nossa situação. É só olharmos as contratações. Como se diz na gíria, ele “perdeu o bonde”. Quando assumiu o nosso clube, era o momento de contratações a altura do nosso time, Qualquer investidor de visão iria querer aproveitar o momento de um NOVO VASCO! Olhem que ele dizia que havia uma fila deles. Ele só falou e ficou na mesma tecla criticando o óbvio, o Eurico e, não fez absolutamente nada a não ser demitir antigos funcionários do clube...O Tita foi outra idiotice dessa atual administração. Na gestão dinamite caímos de 11o para a vexaminosa lanterna.
Gastar dinheiro com salário de Johnny, baiano e tantos outros é uma ofensa!

Dennis, Almirante e demais amigos EU NÃO ACREDITO MAIS!!

Bom domingo, se for possível!

Abraços

Digo disse...

Aê Paulo eu também queria esquecer que sou vascaíno. Me mandei nos 15 min. do 2o tempo.

Dennis - já dançamos....

abraços

leo disse...

É Denis:

O cerso está se fechando. Como você disse, aquela luz lá do fim do túnel parece ter se apagado, sem que ninguém mais tenha acesso ao interruptor.

Lembra daqueles apertos que vínhamos passando há anos? No funfo, no fundo, todos nós, vascaínos apaixonados, ou não, já esperávamos a nossa vez, era questão de tempo.

É o Vasco do Roberto, do Eurico? O que isso interessa agora?

Prometi que iria apontar algumas das causas que nos levaram a tanto. Pensei, pensei, e cheguei à conclusão de que não é hora.

Sei que todos vão me chamar de DOIDO. Mas vejam, o campeonato ainda não acabou.

Diferente do ano passado, quando o América estava rebaixado desde as primeiras rodadas, só restavam mais 03 vagas para o rebaixamento.

Doideira? sim.

Mas vamos pensar. Denis e amigos, gostaria de sugerir que a partir de agora, analisássemos rodada a rodada. Não adianta pensarmos lá na frente, vamos evitar o sofrimento (rs).

Seria rodada ideal para o Vasco? claro, tanto a última, como a penúltima.

Mas percebam. Quem estava afundado não pontuou.

Denis, lembra das metas traçadas anteriormente?

Pois é, o negócio agora é buscar a vitória diante do Sport lá dentro.

- O Vasco só ganhou uma fora;

- Os jogadores são os mesmos;

- O Sport já não quer mais nada, mas tem engrossado prá cima dos adversários (seja ele quem for);

Em cima deste cenário DESANIMADOR lá vamos nós. Não podemos nos entregar. Repito, ainda serão 10 jogos. Então vamos à análise da próxima rodada.

Sport x Vasco - Vascão tem que ganhar e secar os outros;

Figueirense x Palmeiras - Verdão.

Grêmio x Santos - Grêmio.

São Paulo x Náutico - São Paulo.

Cruzeiro x Ipatinga - Cruzeiro.

At.Paranaense - Unimed -EMPATE.

Portuguesa x Coritiba - Coritiba.

Outra rodada que poderá ser altamente "GENEROSA" com o Vasco.

De lúcido neste time apenas o Leandro Amaral, então, vamos acreditar até o momento em que não tivermos mais qualquer chance.

Abraços e Vascão sempre.

Ps: Apesar da confiança, o que mais me incomoda é o fato de não sairmos dos 26. Estranho não vir nem um empatezinho, um pontinho sequer.

Mas vamos em frente. Quarta-feira vai dar Vascão.

Liso disse...

Leo e amigos, na verdade precisamos acreditar sempre, pois ainda faltam 10 jogos. O que me desanima é o fato de não estarmos jogando nem no nosso caldeirão. Sendo assim, fico aqui pensando: como ganhar do Sport lá dentro? Quando me lembro do jogo contra o Ipatinga minhas esperanças somem por completo. Foram ridículos esses dois últimos jogos, era a nossa redenção!
Vamos lá, zebra acontecem!

Abraços

Kiko disse...

Plantão: "MISSÃO IMPOSSÍVEL!"

Vasco terá de buscar pontos improváveis e contrariar histórico para fugir do rebaixamento
Após a catástrofe do último sábado em São Januário, poucas vozes se levantaram para dizer que ainda acreditam na salvação. O técnico Renato Gaúcho e o atacante Leandro Amaral foram os principais nomes a confiar na virada vascaína.

Em um ponto, os dois nomes fortes do Vasco concordam: o time perdeu o direito de errar. Dos próximos dez jogos, seis serão no Rio e quatro fora de casa.

Dos quatro confrontos em São Januário, em três o Vasco terá a obrigação de vencer pelo menos três para permanecer na Primeira Divisão. Dois dos adversários são rivais diretos na briga pela permanência na elite, casos de AtléticoPR e Santos. Na última rodada, bater o Vitória em casa também é essencial, assim como arrancar ao menos um pontos do poderoso São Paulo, que virá à Colina.

Fora de casa, a situação é complicada. O primeiro embate é diante do Sport, rival que está engasgado desde a Copa do Brasil. Depois, o time de melhor campanha no segundo turno, o Goiás, no Serra Dourada. Mas enfrentar o AtléticoMG no Mineirão pode ser a chance de beliscar algum ponto. Até mesmo porque o jogo fora de casa em seguida será o ascendente Coritiba, no Couto Pereira.

No clássicos, a tarefa é tentar frear um Flamengo que briga pelo título. Um empate poderia até ser um bom resultado. O mesmo não se pode dizer do confronto diante do Fluminense, no dia 2 de novembro, Dia dos Finados. No momento, o Tricolor está apenas um ponto na frente do Vasco na tabela.

Olhando para as outras edições dos pontos corridos, no entanto, um dado desanima: apenas uma vez o time que ocupava a lanterna a dez rodadas do fim conseguiu escapar do rebaixamento. Foi o Grêmio, em 2003, quando só caíam dois dos 24 clubes em disputa. Ainda assim, Leandro Amaral não desanima.

– Ficar de braços cruzados não adianta nessa situação. É trabalhar e ter confiança – disse.

Fonte: Lance/SuperVasco
==

EU NÃO ACREDITO MAIS. ESTAMOS NA SEGUNDONA!

abraços

Lenon disse...

A verdade é que com esse nosso time, principalmente com uma zaga de idiotas, só teremos alguma chance, se jogarmos como time pequeno! O negócio é ficar todo mundo lá atrás na cozinha e só sair na boa e nos contra-ataques. Infelizmente temos que assumir que somos, estamos PEQUENOS.

Leo acho que o cerco já se fechou, nem túnel existe mais!

Boa semana amigos.

Abraços
Ps Acho que sofreremos uma goleada lá na Ilha do Retiro, é bom ficarmos fechadinhos.

Zé Julio disse...

Jogamos do mesmo jeito que enfrentamos o Ipatinga. Pronto, do outro lado havia técnico e explorou a nossa brecha pela direita, 1º gol deles e a ducha fria. Aí é mole todos viram a nossa humilhação. Não entendo como os erros se repetiram nos últimos jogos. Treinar não adianta mais.

Amigos, não mais existe túnel e sim um poço bem fundo!

Estou na bronca com o Dinamite, também acho que ele está sendo omisso.

Abraços

Telmo disse...

Já que está tudo praticamente perdido e, se eu fosse o técnico desses lambões, eu promoveria a garotada e deixaria apenas alguns dos declarados titulares em campo. Ficaria apenas com o Madson, L.Amaral, Pedrinho e Alex Teixeira. O resto rua..... Ah! O goleiro seria o Roberto!

Talvez seja já a solução para a 2ª divisão.

Abraços

Ivan disse...

A desgraça é tanta que já se escuta o grito do nome do EURICO nas arquibancadas!


Saudações

Osmar disse...

Eu concordo com o Telmo e com o Lenon. Quanta vergonha amigos!

Axé

Elmo disse...

Boa tarde vascaínos sofredores como eu! Já que estamos F%$%$%$, por que o Renato não mexe radicalmente no time? esse que está aí, treina treina treina e nada, só piora a cada rodada e, está pegando a fama de ficar levando olé.

abçs

Ruy disse...

É impressionante amigos, o Edmundo decide não comparecer ao tribunal e isso fica por aí mesmo. Dinamite está falando na televisão no SporTV sobre o assunto e eu estou revoltado. Como pode o Animal decidir que não vai e pronto!? Todos pediram o comparecimento e ele nada! É por essa e outras que estamos nesse buraco negro. Deliberadamente ele prejudica a instituição e nada é feito!?

Sobre sábado, seu só posso falar que estou revoltado, humilhado e sem nenhuma esperança. O nosso início de temporada já apontava para esse triste momento.

O VASCO precisa multar o Edmundo, senão São Januário será transformado na CASA DA MÃE JOANA – se é que já não virou-.

Abraços

Manfredi disse...

Não é fácil, ainda estou abatido. Depois do meu retorno de Ipatinga eu passei a não acreditar mais. No entanto, fui contagiado pela euforia do “eu acredito” e pelos resultados favoráveis e lá fui eu ao jogo. Me mandei após o gol do Asprilla, que vergonha. Voltei para casa e agora ficarei no aguardo do MILAGRE!

Também mexeria no time e arriscaria tudo.

Ruy essa do Edmundo prova o desânimo do time e fica a impressão que só nos torcedores é que temos a obrigação de ainda ACREDITAR!

Andei lendo mensagens anteriores do blog. É muito interessante que leiam a do Leo do dia 28 de julho no Post Aventuras de um Marujo em Madrid, onde ele cita mais uma derrota.

Abraços sofridos

Carla Lia disse...

Não posso imaginar o nosso time na segunda divisão, estou totalmente desorientada. Pedrinho, o meu filho, já não quer falar mais sobre o Vasco. O que mais nós torcedores podemos fazer?
Nem quero ver o jogo contra o Sport.

Abraços

Fabinho disse...

Sei não, do jeito que a coisa vai, acho que foi uma boa essa suspensão do Animal....

abraços

kiko disse...

Plantão: "Dão mole, ele ataca!"

Eurico: 'Se eu assumir o futebol com plenos poderes, o Vasco não cai'

O ex-presidente do Vasco Eurico Miranda, em declaração ao programa "Casaca no Rádio", da Rádio Bandeirantes, na noite desta 2ª-feira (06/10), se colocou à disposição para assumir o futebol do Vasco a fim de tentar evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro:

"Como eu afirmava isso, que não havia hipótese do Vasco cair para a segunda divisão, eu vou concluir dizendo o seguinte. Esse não é o meu time, mas é o time que o Vasco tem hoje. Esse não é o time montado por mim, mas se eu assumir o futebol do Vasco, com plenos poderes para fazer o que eu quero, o Vasco não cai para a segunda divisão. Vou repetir. Se eu assumir o futebol do Vasco, com plenos poderes, o Vasco não cai para a segunda divisão. E começa logo o seguinte. Hoje eu vi um negócio de hexa. O primeiro a sentir o peso vai ser o Flamengo. O primeiro é o Flamengo a sentir o peso", disse Eurico.

Mais tarde, o ex-presidente esclareceu que não está se oferecendo para assumir o futebol vascaíno, mas repetiu o desafio:

"Não estou me propondo a nada e nem me oferecendo. Estou afirmando: se eu assumir o futebol do Vasco com plenos poderes para fazer o que eu quero, o Vasco não cai para a segunda divisão."

Fonte: NETVASCO
==

Ontem no SporTv, ficou a certeza de que o Roberto é uma pessoa sincera, porém muito cru para administrar uma agremiação do tamanho do nosso Vasco!

O que será de nós amanhã????

Abraços

Caio disse...

Amigos meus vascaínos, já dizem que as promessas do Dinamite, são as mesmas dos políticos (deputados iguais a ele – eu concordo), só vale para campanha. Agora ele fala em contratações para 2009! E os INVESTIDORES e o PROJETO DE SÓCIO TORCEDOR ??? Falar em contratações para 2009 é brincadeira, primeiro temos que sair dessa. Não precisa adoçar nossa boca.


Saudações