quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Ídolos

(Agência O Globo)Edmundo e Juninho são ídolos


Alô, Almirantes...

Eu acho que já escrevi algo parecido aqui, enquanto era somente um leitor do blog, na contratação de Edmundo. Agora que tenho que deixar o blog em dia, algo mexeu comigo da mesma forma que mexeu na época: o que faz de um cara ser ídolo de um clube?

Primeiramente, ele tem que ganhar títulos. Não digo títulos de menor expressão, mas títulos que deixam o torcedor de qualquer time com inveja. Por exemplo: o Campeonato Brasileiro de 1997, a Libertadores de 1998. A maneira com que os dois foram conquistados deixa qualquer torcedor com gosto de gritar o nome do jogador nas arquibancadas.

Outro fator é a identificação com o clube. Não basta falar da boca para fora (coisa muito comum nos dias de hoje), não basta beijar o escudo. O cara que demonstrar em campo que quer o melhor para o clube ganha identificação com a torcida. E esse negócio de identificação é igual estar apaixonado: não bastam meia dúzia de palavras, são os gestos que dizem.

Enfeitei até agora para poder dizer uma coisa: Edmundo é ídolo do Vasco... Pedrinho é ídolo do Vasco... Juninho é ídolo do Vasco... entre muitos outros. Digo isso pelas declarações que os dois primeiros deram recentemente na Granja Comary e pelas declarações que o último sempre fala em qualquer entrevista.

Assim como muitos de vocês, eu vi o título brasileiro de 1997, assim como vi o título da Libertadores de 1998. E, para mim pelo menos, os três serão sempre ídolos. Não julgo o que os três fazem fora das quatro linhas, não julgo o carater de cada um deles. Pelo que eles fizeram pelo Vasco, serão ídolos. Meus ídolos.

Fico triste em ouvir do Edmundo que no fim do ano ele encerra a carreira. Porque será menos um ídolo em campo. Mas fico feliz ao ouvir o Pedrinho falar que quer encerrar a carreira no clube. Fico feliz ao ouvir Juninho falar que deseja terminar a carreira no clube, apesar de isso ser difícil de acontecer.

No futebol de hoje, é cada vez mais difícil ver uma torcida ter ídolos como os três são para o Vasco. Ídolos são uma espécie em extinção. Há muitos jogadores que são folclóricos (como o próprio Cocada para o Vasco, o Petkovic para o Flamengo...), há muito jogadores com fama momentânea (quem não se lembra de "hã, hã, hã... artilheiro é o Valdiram"?) e há muito jogadores candidatos a ídolo (como o Valdívia, no Palmeiras). Mas para virar ídolo é diferente. Uma tangerina pode ter a mesma cor e um gosto parecido, mas nunca será laranja.


ANTI-ÍDOLOS


Depois de tanto falar sobre a idolatria e meu fanatismo pelos três citados acima, fico até sem vontade para falar do Johnny. Desculpem se eu falo tanto mal dele, mas é como aquela slogan: "a primeira impressão é a que fica". Um cara que não sabe se é lateral-esquerdo, volante ou zagueiro, reserva do lanterna da Série B, para mim, nunca vai vingar.

Mas, assim mesmo, tudo leva a crer que ele será o novo dono da camisa 6. Na zaga, parece que Fernando vai realmente conquistar a vaga. No meio, Pedrinho deve estrear em breve e como titular.

Tirando o Johnny, eu concordo com as duas alterações. Mas, como uma mosquinha verde já havia me dito que essas alterações iam acontecer, não fico surpreso. E, olhando friamente, o time do Vasco nem ficou assim tão ruim (o que me dá uma animada no quesito "fuga do rebaixamento"). Vejam só: Roberto/Tiago (não tenho preferência); Wagner Diniz, Jorge Luiz, Fernando e (meu nome é) Johnny; (meu nome não é) Jonílson, Mateus, Madson e Pedrinho; Leandro Amaral e Edmundo.

Resta torcer.

É isso, galera... Fico por aqui esperando por boas notícias da serra fluminense!
SaraVasco a todos...


36 comentários:

Osmar disse...

Perfeito Dennis, só em saber que eu não terei mais que xingar o Eduardo... que alívio!!!!

Axé

Zé Julio disse...

Seria muito bom de se ver (antes da aposentadoria) Edmundo, Juninho e Pedrinho juntos. Sonhar não custa nada!

Abraços

Kiko disse...

Plantão "Do Ídolo"

Pedrinho sonha reeditar dupla com Felipe no Vasco

Criados juntos, campeões juntos, e ídolos da torcida. Todos estes ingredientes fizeram de Pedrinho e Felipe amigos. Os xodós da torcida vascaína na campanha dos títulos co Campeonato Brasileiro, em 1997, e da Copa Libertadores, em 1998, nunca esconderam a admiração de um pelo outro. E, de volta ao Vasco, Pedrinho espera reencontrar o companheiro, de preferência, onde iniciaram a carreira.

- Fico na esperança de jogar ainda em alto nível com ele (Felipe). Ele tem muito carinho pelo Vasco. Quem sabe ainda há tempo para atuarmos juntos? - indagou o apoiador.

Felipe chegou a ser procurado pela antiga diretoria do Vasco. A atual administração também tentou a contratação, mas, como o atleta tem contrato com o Al-Saad, do Qatar, até maio de 2009, e não queria entrar em conflito com a diretoria do seu clube, a negociação não evoluiu. Porém, ano que vem, com seu vínculo sendo encerrado, Felipe pode voltar a conversar com o Vasco.

Fonte: Lancenet/NetVasco
==

Não perca a esperança Zé Julio.

Saudações

Ary disse...

Fico na maior bronca quando escuto o Tita falar que Johnny é reforço.. pode parar!!!!

abs

Liso disse...

É Ary e amigos, não é mole não, duro de aturar e olhe que esse novo craque Johnny já vai ser o titular. O pior é que parece que já contratamos um artilheiro da série C – Marcelo Brás do Rio Branco – AC. rsrsrs e mais rsrsrs. Quem são esses big investidores??????? Ta ficando difícil!

Abraços

Kiko disse...

Boa Dennis, em homenagem ao post ÍDOLOS - Plantão da Saudade: Há 20 anos, Vivinho marcava o ' gol dos três chapéus'


Abraços

carla lia disse...

Bem sacado o post Dennis. Sobre esses contratados sem nenhuma expressão eu só posso declarar minha revolta e preocupação!

Vamos lotar São Januário no domingo!

Os três chapéus do Vivinho , que obra prima!

Abraços

Lenon disse...

Alô galera, agora na SporTV Vascão X Urubu no Futsal

Valeu Dennis'- ídolo é idolo e Johnny é ORivers

Saravasco

Lenon disse...

O pau já quebrou!

abraços

Lenon disse...

Hehe já cancelaram o jogo!!!!!

abraços

Gilberto disse...

Dennis meu rey, o post tá porretinha. É bom falar de ídolo...

Os cariocas precisam lotar a colina no domingo, sigam a Carla!

Axé e Saravasco

kiko disse...

Plantão: "Mais um boato na colina"

Neca desmente negociações envolvendo Marcelo Brás e Patrick

Neca ainda desmentiu que o clube tenha sondado o atacante Marcelo Brás, do Rio Branco, artilheiro da Série C do Campeonato Brasileiro, e do lateral-direito Patrick, do Brasiliense. Segundo o dirigente, nenhum dos dois foi procurado pela diretoria.

"Não tenho conhecimento de qualquer negociação envolvendo estes dois jogadores", diz Neca. Na contramão, jornais locais do Acre dão a ida de Marcelo Brás ao Vasco como certa, mas garantem que isso só acontecerá no final da temporada. Além deles, o atacante Fábio Oliveira, do Fortaleza, teve seu nome especulado em São Januário, o que também foi prontamente desmentido pela diretoria. O jogador, que se destacou com a camisa do Remo no ano passado, tem fama de indisciplinado e um histórico de problemas com o alcoolismo nos clubes pelos quais passou.

Fonte: JS Online/Netvasco
==

Hehe será mais uma trapalhada???

Vasccoooooooo!!

Saudações

leo disse...

Belíssima postagem Denis:

Ela veio numa hora em que estamos desacreditados e isso nos dá um certo alento.

Sobre a questão do ídolo se identificar com a torcida, gostaria de citar pelos menos mais uns 04 "tipos" que cairiam bem neste seu post (com sua permissão, claro).

1. Nosso ídolo mor:

Não sou tão velho, mas vi-o jogar e o considero o maior, o que mais se identificou com o Vasco em toda a sua história, acredito eu que jamais será superado. Lógico, estou falando do Dinamite. Já que vocês lembraram do gol antológico do Vivinho, quero lembrar do gol mais lindo (sem demagogia) do Maracanã: aquele do Dinamite contra o Botafogo. Sinceramente, superior àquele, somente o do Maradona, salvo engano contra a Inglaterra, na Copa de 1986. Lógico que eu ainda poderia muito bem citar aqui o Mauricinho, Zanata
Andrada, outros...;

2. O ídolo relâmpago: sabe aquele cara que, por sua importância e história no futebol, só dele vestir nossa camisa, você já fica emocionado? Cito 02: Tostão e Dener;

3. O ídolo "bi-fásico" - aquele cara que consegue se identificar com 02 torcidas rivais, às vezes pela simpatia, ou até pela arrogância (mas com futebol de primeiríssima)-claro que estou falando de Bebeto e Romário - o primeiro carregou o Vasco em 89, apesar de ser criado na Gávea; o segundo, incontestavelmente o maior centroavante de todos os tempos. Claro, questões extra-campo, passam longe daqui. Tenho a camisa do milésimo gol do Romário e tenho uma simpatia incondicional pelo Bebeto;

4. O ídolo que pouco aparece - pelas posições em que atuaram, gostaria de lembrar da participação deles na maior conquista do Vasco até hoje. Falo de Carlos Germano e Mauro Galvão. O primeiro, nem preciso falar, o cara vive rondndo S.Januário até hoje, o segundo, quando o vejo, é como se estivesse reverenciando um dos maiores zagueiros que vi vestir a Cruz de Malta.

Denis e amigos:

É verdade que cada um tem um ídolo com quem se identifica mais: Estou com a maioria que quer ver o Edmundo, Pedrinho e o Juninho encerrando a carreira no Vascão.

Abraços e bom final de semana.

Murilo disse...

Leo, Dennis e amigos - Edmundo, Pedrinho e o Juninho juntos nessa fase, seria um presente para a nossa torcida.

Abraços

Ruy disse...

Que gol aquele do Roberto, bem lembrado Leo. Será muito bom caso o Pedrinho jogue amanhã. Será um atrativo para lotarmos São Januário.

Vascooooooooooooo

Saudações e um bom final de semana

Telmo disse...

Justamente com esse belo post sobre ídolos, ouvi o galo cantar falando do Felipe Adão e, que agrada muito ao Tita. Por favor NÃO e NÃO, chega de jogadores mediocres seu Tita.

Vascooooooooooooo!!!

Saravasco

Ary disse...

Felipe Adão, só rindo! para com isso seu Tita, pense grande você está no Vasco da Gama!!!!! Já não basta esse Johnny?

Gostei da mensagem Leo...


Abraços

IVAN disse...

Leo - Gostei muito da deinição do ídolo "bi-fásico"!

É muito bom falar de ídolos e, lembrar por exemplo, do maravilhoso gol do Dinamite!

Saudações

Kiko disse...

Olha o Vasco aí gente...

Roberto; Marquinho, Jorge Luiz, André e Edu; Serginho, Rodrigo Antônio, Madson e Alex Teixeira; Leandro Amaral e Edmundo.

Vamos lá Vascão... 3 pontinhos hoje!

Saravasco

Carla Lia disse...

Um bom jogo a todos e uma reestreia de sucesso para o Pedrinho.

Saudações

Manfredi disse...

Um bom jogo amigos! Estarei lá!!!!!!

Abraços

leo disse...

Amigos:

São 15 horas, falta apenas mais uma horinha para nosso Vascão pisar novamente o gramado de São Januário. Estarei em casa, curtindo da telinha e espero uma bela exibição, já que hoje teremos a volta do Leandro Amaral, possivelmente a reestréia do Pedrinho, enfim, foi chato prá caramba estes dias sem futebol e, principalmente sem ver nosso Vascão.

Vamos lá - 3 x 0. Tá bom.

Liso disse...

É nautico 1 o que fazer....

Liso disse...

Uma semana em Teresópolis e nada mudou! Esse Tita não sabe nada!

Liso disse...

Com 11 já é difícil, e agora?

É muito sofrimento,

abraços

Ary disse...

Não dá mais pra aturar a quantidade de passes errados.......

abs

Ary disse...

Esse Tita é covarde!
abs

Liso disse...

Com o Tita e essa defesa seremos rebaixados.

QUE VERGONHA!!!!!!!!!!!!

Gilberto disse...

Ó...PAÍ...Í...Ó

Ôxente! Teresópolis foi passeio foi?

Axé e Saravasco

Kiko disse...

Plantão: É por essas contratações é que estamos afundando!

Neca confirma contratações de Maurício Pinilla e Marcelo Brás

O Vasco confirmou antes da partida deste domingo, em São Januário, contra o Náutico, a contratação dos atacantes chileno Maurício Pinilla e de Marcelo Bras, do Rio Branco - a informação é do vice-presidente de futebol do clube, Manuel Fontes.

O primeiro chegou ao Rio de Janeiro neste domingo, como seu empresário, e acompanharia a partida, mas o seu vôo atrasou. Seu contrato é inicialmente de três meses, podendo ser renovado posteriormente.

Já Marcelo, artilheiro da Série C do Campeonato Brasileiro, apresenta-se ao clube em janeiro de 2009. O nome do atacante, de 27 anos, passou a circular em São Januário no início deste mês - ele foi oferecido ao clube.

O chileno Pinilla também foi oferecido a um diretor cruzmaltino na última semana. O atacante estava no futebol escocês, porém, rescindiu seu contrato antes do fechamento da janela de transferências internacionais.

Fonte: Lancenet-NetVasco
==

Vergonha geral!

O Tita anda errando muito, o momento de empolgação já passou e estamos indo para a segundona!

Abraços

Ruy disse...

O Dinamite MENTIU para os eleitores vascaínos!!!!

Não tínhamos investidores nenhum!Estamos jogando dinheiro no lixo com essas contratações.

Muita vergonha!

abraços

Murilo disse...

A direção o Tita e essa zaga conseguiram o objetivo! Estamos no G4, só que negativo!

A coisa ta muito feia! Tão cedo não volto a São Januário!

Abraços

leo disse...

Amigos:

A sensação é de que levei uma surra (assim como o nosso time). Sabe aquela dor terrível que insiste em não passar?

Jogando em casa, numa disputa de 06 pontos, contra time pequeno (com todo respeito ao Náutico), que dúvida poderia pairar sobre nossas mentes? que outro resultado esperar-se-ia senão uma VITÓRIA, ainda que por meio a zero?

Pois é galera, agora, só agora, começo a sentir o que sentiu o torcedor do Corintians ano passado; assim como o Botafogo, Grêmio, Palmeiras, etc. Parece que tudo contribui, empurra à segundona.

O Roberto herdou uma dívida impagável? claro; não precisa nem procurar nos arquivos para concluir que estamos há longos 08 anos lutando TÂO SOMENTE para não cair...

No fundo, cada um de nós tem esta CERTEZA no coração, era questão de tempo. Óbvio, quem vai entrar para a história e o Dinamite. O Eu-rico, o pessoal do ex site sub-oficial, outros "verdaderios vascaínos" estão rindo à toa... Nós NÃO...

Estou falando tudo isso, pois desde o início do jogo de hoje, que estava pintando uma catástrofe. Não temos UM, sequer UM jogador que possa fazer a diferença, sabem, aquele cara, que quando o time está à beira do abismo ele vai lá, passa pelos 11 (onze) adversários e faz o gol, decidindo uma partida?

O que se viu hoje-repito, retrato de longos 08 anos-foi uma coisa horrenda. Nenhuma jogada ensaiada, total falta de inspiração dos jogadores, falta de comando, omissão, falta de união...A única certeza, a meu ver, foi a total e IRRESTRITA jogada de toalha por parte de todos os citados acima...

Sabe aquela conformidade, falta de esperança e, principalmente, falta de comprometimento por uma camisa que, quem já vestiu, posso afirmar, SEM MEDO DE SER FELIZ, foi a pessoa mais realizada deste mundo...

Perdoem-me pelo desabafo, chatisse. Não entendo como o Vasco põe o Inter de quatro e me perde facilmente um jogo como o de hoje?...

Apontar erros do passado ou mesmo do presente não vai adiantar. Eu, particularmente gostaria muuuuuuuuuuuuuiiiiiiiittttooooo de queimar minha lingua, mas não dá amigos. Vamos juntar tudo: Elenco, diretoria, técnico, o que mais nos falta? aliás, estou formulando a pergunta errada. O que temos hoje??? Abraços.

Kiko disse...

Sensata a sua mensagem Leo. Muito boa mesmo!

Já temia pela nossa queda de rendimento, após aquelas tradicionais rodadas logo após a troca de um técnico. O gás acaba!Não se consegue motivação dentro de campo, você está certíssimo!

Estou, estamos, arrasados.

Um abraço a todos


Um abraço a todos

leo disse...

Kiko:

Hoje, segunda-feira, já estou mais tranquilo, porém, sem esperanças.

Analisando a tabela, vejo que do Atlético Mineiro para baixo, todos estão correndo muito perigo; do Vasco para baixo, lógico, o perigo é bem maior.

O que mais me preocupa é o fato do Vasco não reagir. Veja que o lanterna Ipatinga ganhou em casa, o Atlético Paranaense não tomou conhecimento da Lusa e o Santos também fez valer o mando de campo. Pois é, tudo indica que perderemos para o Palmeiras no palestra domingo (se já estava desacreditado, em milagres eu não vou crer mesmo). E aí, meu prezado amigo, o buraco vai aumentando, aumentando....

Vamos esperar o post do Denis para falarmos mais. Abraços e boa semana.

Kiko disse...

Perfeito Leo, temos muito a comentar e desabafar!!!!

Boa semana amigos.
Abraços